Dicas para trabalhar como freelancer

Dicas sobre trabalhar como freelancer

Dicas para trabalhar como freelancer

Há quem veja o trabalho freelancer apenas como uma alternativa ao emprego formal. E os que encaram como um estilo de vida, caso dos “millenials”, geração nascida entre 1980 e 2000, que se aproveitam do mundo conectado para viajar pelo mundo ao mesmo tempo em que atuam profissionalmente de forma remota.

O Brasil é o terceiro país no mundo em que o mercado freelancer mais cresce em arrecadamento, atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido, segundo o Payoneer’s Global Gig Economy Index. De acordo com pesquisa da empresa de marketing digital Rock Content, 63% são adeptos do home office.

É justamente aí que pode morar o problema. Sem uma rotina de trabalho saudável, muitos passam horas a fio à frente do computador e não conseguem manter a produtividade e a qualidade do trabalho, essenciais para quem almeja a flexibilidade de não ter carteira assinada, mas com longevidade financeira.

Para ajudar o freelancer a equilibrar a vida pessoal e profissional, reunimos um time de especialistas: a coach Bia Nóbrega,  graduada em psicologia e pós-graduada em administração; a jornalista Cacau Santana, do canal O Que Falar; e a professora da HSM University Dalila Bomfim. Confira.

Especialistas ensinam como o freelancer pode ser mais produtivo

Confira abaixo as principais dicas para trabalhar como freelancer e veja como ser mais produtivo e eficiente em um mercado cada vez mais competitivo.

1 – Crie um ambiente adequado

A primeira das nossas dicas para trabalhar como freelancer diz respeito ao seu espaço para desenvolver suas atividades.

Para trabalhar em casa é necessário preparar um ambiente, segundo Dalila. “Costumo dizer que o ideal é criar um cenário, que pode ser, por exemplo, uma mesa ou um quadro, mesmo que seja num canto da sala”.

“Um erro muito grande é não ter um lugar específico: ora na cama, ora jogado no sofá, ora na mesa da cozinha, uma boa armadilha para fugir para a TV ou para a geladeira.” Concluiu Dalila.

Criar um home office para o trabalho freelancer é fundamental, mesmo que seja em um cantinho da sua casa, pois ele ajuda no processo de conscientização interna sobre estar em um momento de trabalho.

Quem não tem essa disciplina pode recorrer a cafés e coworkings, mas que também exigem concentração. “O fluxo de pessoas é grande, e o barulho das conversas podem atrapalhar o foco”, afirma Cacau. “Mas, quando a gente quer, dá um jeito, seja onde for.”

2 – Estabeleça uma rotina

Num tempo com tantas distrações com a internet, em que lutamos para manter o foco e cumprir o ritual, criar uma rotina ajuda a alinhar o corpo e a mente no sentido de começar a jornada de trabalho, observa a jornalista.

“É como se você dissesse: ‘Olha, agora vamos nos concentrar nas tarefas do dia’!”  Por isso, acordar e se preparar para o dia como você faria se trabalhasse fora – tomando banho, se vestindo e até mesmo se maquiando – contribui para preparar o cérebro para se concentrar nesse ambiente de trabalho.

“Claro que é possível trabalhar de pijama e chinelo. Muita gente afirma que consegue dar conta das tarefas dessa forma, mas as experiências mostram que a chance de o desempenho não ser tão bom é bem grande. Ou, no mínimo, a luta para manter a concentração e o foco serão maiores.”

Como já dissemos anteriormente aqui no Marketing Job, a disciplina no home office é fundamental e muitas das vezes, um dos maiores desafios do trabalho como freelancer que você terá que enfrentar.

Dicas para trabalhar como freelancer

3 – Tenha uma agenda

Outra das cicas para trabalhar como freelancer dadas pelas nossas especialistas é ter uma agenda muito bem organizada. Uma agenda de trabalho é uma obrigação de qualquer profissional, mas principalmente para um freelancer. Não se organizar é um dos maiores erros que um freelancer pode cometer.

“Ela proporciona flexibilidade, ou seja, diante das entregas e das metas, ele escolherá quando e quanto trabalhar. Se não for bem estruturada, ele vai trabalhar muito além do necessário, trocar sempre o dia pela noite e começar a desanimar.”, diz a professora da HSM University.

“Com uma agenda inteligente, não é necessário ter horário fixo, mas sim trabalhar em cima de metas e entregas – dessa maneira, a flexibilidade virá, mas com muita organização de tempo. Sem planejamento, será impossível manter-se vivo no trabalho.”

4 – Aproveite a flexibilidade de horários

A grande vantagem de trabalhar em casa é poder controlar suas horas. De modo geral, há dois perfis de freelancer: os que têm dificuldade em manter o ritmo de trabalho e os que trabalham demais, não sabem a hora de parar.

“Tanto um como o outro têm perda de produtividade. O ideal é o equilíbrio – e o mais difícil é conseguir encontrar esse ponto”, admite Cacau. Mas ambos podem adotar algumas práticas, e uma delas é ter horário fixo.

“Deu a hora, comece. Esgotou o tempo, pare e deixe o restante das tarefas para o dia seguinte. E faça acordos: para aqueles dias em que você não está disposto e sabe que não vai render, pare de se enganar, reconheça que há outra área da sua vida que está precisando de atenção e tire o dia para cuidar disso. Mas compense no dia seguinte. Quando acontecer de trabalhar em excesso, comece mais tarde no outro dia ou tire uma tarde livre.”

5 – Estabeleça limites

Sem dúvida o equilíbrio é a chave do sucesso em qualquer área da vida – e na profissional em especial. E uma de nossas dicas para trabalhar como freelancer é justamente estabelecer limites.

“Estabelecer limites é fundamental para ter sucesso no modelo freelancer. Dado que manter foco, atenção e concentração são fundamentais para obter bons resultados, todo e qualquer estímulo que nos desvia pode atrapalhar, como interrupções de familiares, ligações telefônicas e checagem de e-mail, mensagens e mídias sociais. Colocar regras pode ajudar”, afirma a coach.

Ela afirma que só vê seu WhatsApp pessoal antes das 9h e depois das 19h. Mas, como lembra a professora da HSM University, “A disciplina no home office demanda tempo, portanto, no início, erros irão acontecer e isso deve ser encarado com naturalidade”.

Mas a persistência para manter uma agenda com momentos para trabalho, atualização profissional, família e lazer “é essencial para criar um hábito saudável de trabalho”.

6 – Faça pausas durante o trabalho

É comprovado que pausas a cada duas horas são fundamentais para o cérebro recuperar o foco, e o corpo, a energia.

É por esse motivo que, quando se vai a um evento, há o tão esperado coffee break, lembra a coach, que orienta, para isso, a prática chamada Pomodoro, que consiste em 6 etapas:

  1. Escolha uma tarefa que você gostaria de concluir;
  2. Coloque um alarme após 25 minutos;
  3. Trabalhe na tarefa, sem interrupção, até o alarme tocar. Se perceber que tem mais alguma coisa que precisa fazer, escreva a tarefa em uma folha de papel à parte e continue a tarefa original;
  4. Quando o alarme tocar, faça alguma marca em sua folha de papel à parte;
  5. Faça uma pequena pausa de 5 minutos: respire, medite, tome uma xícara de café, faça uma curta caminhada ou outra coisa relaxante não relacionada ao trabalho;
  6. A cada 4 alarmes de 25 minutos, faça uma pausa mais longa, de 20 minutos.

Criar uma rotina de trabalho equilibrada é uma das principais dicas para ser um freelancer profissional e não se estressar com tanto trabalho.

7 – Aprenda a dizer não

Sem dúvida um freelancer precisa fazer boas escolhas: o que pegar, quanto cobrar e que prazo entregar devem ser avaliados à luz do propósito do profissional. Uma das dicas para trabalhar como freelancer é justamente saber quando dizer não.

“Se o projeto não estiver alinhado à diferença que quer fazer no mundo, se não há condições de entregar com qualidade ou se a remuneração não é adequada, dizer não é mais do que necessário – é obrigatório”, orienta Bia.

“Se disser sim para tudo sofrerá arduamente as consequências em sua saúde física e emocional, perdendo aqueles momentos importantes com amigos ou familiar”, complementa Dalila. “Manter uma previsão financeira, a meta de renda mensal, é a principal dica para saber até onde se pode ir.”

Porém, lembra Cacau, “cada escolha, uma renúncia”, por isso “é preciso estar consciente das implicações que estão por trás da negativa de um trabalho”.

Dicas para trabalhar como um freelancer

8 – Cuide das finanças

Como todos os demais profissionais, o freelancer precisa equilibrar receitas e despesas, mas de forma ainda mais planejada, avalia a coach.

“As receitas são definidas pelo mix composto entre mercado específico, experiência e diferenciais do profissional. E são razoavelmente conhecidas no montante, mas não no prazo de entrada”.

“Sabendo quanto é necessário para viver, mínimo e máximo, ele precisa encontrar uma forma de não só ter isso em caixa para honrar seus compromissos como também uma sobra que forme a reserva de emergência, seis meses de despesas, e um montante que seja direcionado, todos os meses, para o que chamo de imposto para independência financeira.”

9 – Não deixe de tirar férias

A última das nossas dicas para trabalhar como freelancer diz respeito justamente ao descanso. Há vários estudos que comprovam que nenhum ser humano consegue manter concentração, foco e energia por muito tempo sem descanso.

“O ócio é importantíssimo para o desempenho e alta performance no trabalho, e o freelancer deve ter isso em seu radar. Como é dono do seu tempo, pode administrar suas folgas e intervalos”, avalia Cacau.

Porém, lembra Dalila, “nesta opção de trabalho não é tão fácil agendá-las e cumpri-las, pois, em algum momento, pode aparecer um novo negócio ou um cliente que fará postergar o tão desejado descanso”.

A dica para evitar esse tipo de acontecimento é encontrar as chamadas férias sazonais, isto é, “estudar quais meses do ano seu negócio é pouco rentável ou procurado”.

Por fim, finalizam as especialistas, o trabalho como freelancer precisa ser uma escolha consciente, que pondere prós e contras e considere o perfil do profissional – se a pessoa é totalmente dependente de socialização, trabalhar em casa tende a ser bastante frustrante.

Seguindo estas dicas para trabalhar como freelancer, você verá que os ganhos serão não somente de produtividade, mas também em termos de qualidade de vida. Mantenha-se atualizado assinando a nossa Newsletter.

Publicado no portal do Instituto Mongeral Aegon

Freelancer

2 comentários em “Dicas para trabalhar como freelancer

  1. Marketing Job on

    Olá Felipe

    Ficamos bastante satisfeitos em saber que o nosso artigo com dicas para trabalhar como freelancer foi de seu interesse. Obrigado por compartilhar o nosso conteúdo com os seus amigos.

    Um grande abraço e sucesso!

    Equipe Marketing Job

  2. Felipe on

    Muito boa essas dicas. Tenho muitos amigos no Home Office, vou enviar para eles as dicas.
    Acho que é o modelo do futuro … o nosso tempo de vida é o maior ativo que nós temos… tempo com a família, com os amigos, não tem preço

Deixe uma resposta